O EmbryoScope® Plus é uma incubadora de alta tecnologia que funciona gerando imagens a cada 10 minutos e permitindo avaliar com precisão padrões do crescimento embrionário, 24 horas por dia, sete dias por semana. 

Neste texto, vamos falar sobre ela e suas vantagens no tratamento de fertilização in vitro (FIV). Mas primeiro vamos entender o que é desenvolvimento embrionário e porque ele é importante. 

O que é o desenvolvimento embrionário? 

O desenvolvimento embrionário é um processo que passa por várias fases antes que o embrião esteja implantado no útero. Para que isso seja possível, homem e mulher precisam estar em condições adequadas de fertilidade. 

A fecundação é o marco inicial do desenvolvimento embrionário. Quando o óvulo se une ao espermatozoide, a soma dos cromossomos do homem e da mulher dá origem a um embrião unicelular. O processo completo da fertilização dura em torno de 24 horas e envolve algumas etapas. 

Inicialmente, o espermatozoide penetra a membrana que protege o óvulo, chamada de zona pelúcida. Quando isso ocorre, outros gametas masculinos conseguem também penetrar essa membrana.  

Nas fases seguintes, ocorre a fusão das membranas plasmáticas de ambas as células sexuais e a formação dos pronúcleos feminino e masculino. Pronúcleo é o núcleo de um espermatozoide ou óvulo durante o processo de fecundação, após o espermatozoide entrar no óvulo e antes de se fundirem. 

Os pronúcleos conseguem replicar seu DNA. Assim, o zigoto recém-formado tem uma estrutura genética única, com uma nova combinação cromossômica que mistura a genética do pai e da mãe.  

Quando ocorre a fertilização, o zigoto passa a sofrer várias divisões celulares, ao que se dá o nome de clivagens, enquanto se desloca pela tuba uterina em direção à cavidade do útero. 

São várias clivagens que irão ajudar o embrião a se desenvolver, começando pela divisão do zigoto em duas células chamadas blastômeros, as quais se dividem em 4, depois em 8 e assim sucessivamente. No quinto dia após a fecundação, já em estágio de blastocisto, o embrião apresenta mais de 100 células e está pronto para se implantar na parede uterina. 

Como é o desenvolvimento embrionário na reprodução assistida? 

O processo descrito acima ocorre tanto na concepção natural quanto na fertilização in vitro. Porém, quando há a necessidade desse tratamento, os embriões são mantidos em incubadoras que simulam as condições do sistema reprodutor feminino para favorecer seu desenvolvimento adequado. 

Os embriões são monitorados por um embriologista enquanto se desenvolvem. A transferência embrionária para o útero da paciente pode acontecer com dois ou três dias de clivagens ou em estágio de blastocisto. Depois disso, o embrião continua seu desenvolvimento no ambiente intrauterino. 

EmbryoScope® Plus: entenda como ela faz a diferença no seu tratamento 

É dentro de incubadoras, no tratamento de fertilização in vitro, que os embriões se desenvolvem entre cinco e sete dias depois de os óvulos terem sido fertilizados pelo espermatozoide. No final deste período, eles são transferidos para o útero. Em alguns casos, os embriões podem ser congelados, a pedido do casal, ou, ainda, passarem por uma biópsia embrionária para que seja avaliado o risco de desenvolvimento de doenças genéticas.  

A EmbryoScope® Plus é uma incubadora de última geração que funciona com o sistema de vídeo time-lapse, que permite observar o desenvolvimento embrionário em tempo real, mas sem precisar retirar o embrião da incubadora. Assim, evita-se a necessidade de expô-lo a mudanças de temperatura e umidade que poderiam causar estresse e prolongar seu desenvolvimento (com a EmbryoScope® Plus é possível simular as condições da cavidade uterina). 

Quando o acompanhamento é feito de maneira tradicional, a avaliação embrionária é realizada junto a um microscópio externo, necessitando retirar os embriões de seu cultivo junto à incubadora. 

Em um equipamento tradicional, o embriologista observa o embrião apenas quatro ou cinco vezes, o que reduz a quantidade de informações relativas ao seu desenvolvimento, informações essas que poderiam ser cruciais, como a divisão celular. Com a EmbryoScope® Plus é possível ver toda a fase de desenvolvimento e medi-lo com mais precisão. 

A tecnologia time-lapse contida no equipamento permite a avaliação simultânea de até 240 embriões, além de fornecer imagens em tempo real do processo de evolução de cada um deles. Para monitorar os embriões com segurança e eficácia, a incubadora tem um microscópio estéreo e uma câmera de alta qualidade anexada ao microscópio.  

A tecnologia permite que a câmera tire fotos continuamente do desenvolvimento do embrião sem interferir nesse processo.  

Com a EmbryoScope® Plus, os embriologistas conseguem acompanhar, de forma contínua e ao vivo, cada estágio de desenvolvimento do embrião, permitindo selecionar de forma mais adequada quais os embriões de melhor potencial para a transferência ao útero, no momento certo, o que pode proporcionar um ganho na fertilização in vitro.  

Além disso, essa incubadora permite que os casais tenham acesso às primeiras imagens do embrião e todo processo de evolução poderá ser registrado e compartilhado com os pacientes. 

O software da EmbryoScope® Plus acumula os dados do desenvolvimento contínuo de milhares de embriões em todo o mundo. Isso permite que, por meio do aprendizado de máquina e da inteligência artificial, o computador auxilie a equipe clínica na escolha dos melhores embriões para a transferência, ou seja, daqueles com o maior potencial de desenvolvimento. 

Com o volume de informações fornecidas pela nova tecnologia, os médicos podem identificar os embriões com as melhores chances de resultar com sucesso em uma gravidez. 

Alguns estudos sugerem que essa tecnologia é capaz de aumentar a chance de gestação em ciclos de reprodução assistida, já que na incubadora tradicional é necessário retirar os embriões, uma vez ao dia, para analisar seu desenvolvimento através de um microscópico, o que os deixa suscetíveis a mudanças de temperatura e do pH do meio de cultivo. 

Diferenciais entre a EmbryoScope® Plus e as incubadoras tradicionais 

  • Monitoramento contínuo do desenvolvimento embrionário durante 24 horas; 
  • Fornecimento de imagens em tempo real do embrião; 
  • Redução do estresse dos embriões durante o cultivo; 
  • Melhora dos níveis de controle de temperatura e estabilidade de gases; 
  • Melhora das taxas de formação de blastocistos; 
  • Utilização de inteligência artificial para a seleção dos melhores embriões; 
  • Apontamento com maior precisão dos embriões com grande potencial de implantação e gestação.